Betsy e seus balões coloridos

Aventuras e histórinhas em São Paulo (e agora em Londres também!!)

Cansei de ser descolada julho 7, 2008

Filed under: Diversão,Vida urbana — Priscila Valdes @ 11:03 pm
Tags: , , ,

 

 

Estava lendo esses dias uma notícia muito interessante de um gato mendigo de japona. Muito chique esse cara, vive em NY. Fiquei pensando nessa história de ser descolado e acho que andei buscando um pouco disso ultimamente. Conversando com muito gato de pedigree. Ouvindo música moderna e tomando biritinhas por aí. Passeando livremente pelas noites paulistanas. Êta, vida boa!

 

Em alguns momentos é incrível como o outro parece sempre ser mais interessante do que você. Porque é chato reconhecer, mas às vezes, é um porre ser a gente mesmo. Cansa. Daí você tenta ser mais legal, mais moderno, mais antenado, enfim, outro gato com uma vida bem diferente da sua. A fase é divertida, cheia de aprendizado, mas dura pouco. Porque você também cansa daquela vida demasiadamente descolada. Das roupas, da música, das pessoas. Daí você quer voltar a ser o que é: uma gata preguiçosa, que não gosta de delineador, ama a luz do dia, não faz escova, que assiste novela das oito e se pudesse tomaria sopa todos os dias. Isso não é muito glamoroso, né? Mas enfim, a fidelidade a si mesma ainda é o melhor entorpecente que criaram. Aquela sensação de orgulho de ser quem você é, sabe? Parece piegas, mas é um grande desafio nos dias de hoje.

 

Depois de tantas tentativas cheguei à conclusão mais evidente. Não adianta, sou gata sem raça e sem tribo. Apenas transito nas superfícies dessa cidade tão atraente. E meu charme está nisso. Vou continuar assim, pulando de telhado em telhado… Mas, calma! Retornando sempre para um cochilo bem preguiçoso no bom e velho sofá verde. Miau!

 

E nessa Quaresma? Eu confesso!! fevereiro 7, 2008

Filed under: Vida urbana — Priscila Valdes @ 3:28 am
Tags: , , ,

Todos os anos após o carnaval, eu penso em qual sacrifício devo me submeter para me livrar um pouco dos pecados que acumulei ao longo da minha trajetória felina.

Decidi que este ano vou abrir mão dos gorós que tomo de vez em sempre com os meus amigos de telhado. Vai ser um grande sacrifício para mim.  Na verdade, já comecei a contagem regressiva. Fico tentando entender se essa motivação vem de algo ligado a maledita da culpa. Aquela que faz você ficar cozinhando um pensamento para lá de passado dentro de você. Seja por culpa, por fé ou por falta de vergonha na cara, nessa Quaresma eu declaro Não à cervejinha com os amigos.

Ui, vai ser difícil…

Mas se você não é tão radical assim, mas tem lá os seus momentos de culpa, descubra que você obviamente não é o único. No site www.euconfesso.com.br você vai descobrir que muita gente sente necessidade de abrir o coração e confessar aquele delito mais obscuro, do tipo, sim fiz xixi no travesseiro da minha dona de vingançaaaa. Lá o seu desabafo acontece de forma indolor e no anonimato. Quer saber mais sobre o assunto? Leia a matéria http://itodas.uol.com.br/portal/final/materia.aspx?canal=588&cod=2792.   
Vai lá e confesse sem culpa! Se não, faça como eu e comece a contagem regressiva….

 cat_pq.jpg

 

Sobre o soquete da lâmpada janeiro 23, 2008

Filed under: Casa e comida — Priscila Valdes @ 7:17 pm
Tags: , , ,

Sim, nós gatos prestamos atenção em tudo. Principalmente naquilo que passa na TV. Ontem, as minhas donas resolveram assistir um programa sobre duas mulheres que estavam passando por problemas com a decisão de morarem sozinhas. O programa ensinava que elas tinham que ter uma caixa de ferramentas em casa. SEMPRE. Concordo, mas até onde eu sei, o que não pode faltar para elas é secador de cabelo e não caixa de ferramentas. Mas tudo bem. Também ensinaram como era simples e fácil fazer uma conexão elétrica no soquete da lâmpada.

De boa. Impossível. Como fazer uma conexão-elétrica-no-soquete-da–lâmpada pode ser algo “simples e fácil”. Não sei como minhas donas fizeram isso, mas eu ouvi falar num tal de seu Sebastião. Ele troca fechadura, instala armários e coloca os lustres.

Ouvi elas comentando que para esses casos, nada como uma boa agenda de telefone e alguns contatos. Achei tão cool essa coisa de “contatos”.

Enfim, mas vocês sabem que os meus posts não são em vão. Eles têm sempre um propósito humanitário ou, pelo menos, utilitário. 😛

Então deixo como dica para vocês o site da Multicoisas www.multicoisas.com.br. Lá eles têm vários passo-a-passo de como, por exemplo, trocar o chuveiro! Ou conter um vazamento… Magnífico!

Fica a dica. Agora se você estiver muito desesperada, liga para um seu Sebastião. Tem sempre um perto de você. Ou para um amigo, um vizinho simpático, quem sabe… 😉
 

 

We don’t care about the young folks janeiro 19, 2008

Filed under: Vida urbana — Priscila Valdes @ 4:24 pm
Tags: , , ,

If I told you things I did before
Told you how I used to be
Would you go along with someone like me?
If you knew my story word for word
Had all of my history
Would you go along with someone like me?
 

Sexta, dia 18, rua Augusta. Vento fresco no rosto, trânsito e travestis. Emos, punks, adolescentes. Muita bebida. Esquenta na Casabranca. Última vez. Cidra na casa do João, um gato lindo, amigo meu, de penugem clara e olhos bem azuis. Gatos livres na noite paulistana. Chegamos ao Vegas.  Música eletrônica. Saquê, muito saquê. Nada de Wiskas. Ecati.  Fumaça de cigarro, gatos entrelaçados. Cachorro quente na barraca do tio. Banho e Charmed na TV.  Ai que delícia.  Um brinde à liberdade. Cheers!  

 

O primeiro a gente nunca esquece janeiro 18, 2008

Filed under: Carinhos e cafuné — Priscila Valdes @ 3:07 pm
Tags: , , ,

Nesta semana eu recebi o meu primeiro post. Após muitas ameaças de unhadas e    perda da amizade para sempre, um grande amigo meu escreveu. Essas coisas da vitrine virtual são importantes, né?!  Agora todo mundo quer ter blog, Orkut, Facebook, Myspace… E estar presente na grande rede da internet.

Dizem que a web mexeu profundamente com as relações entre pessoas x pessoas, pessoas x bichos, pessoas x máquinas. Também dizem que estamos passando por um período de rever a nossa comunicação. Pois com a internet, novas formas de conhecer pessoas foram construídas e fortalecidas.

Isso tudo é muito legal. Podemos adotar crianças em agências humanitárias como no caso da Action Aid www.actionaid.com.br, Adotar gatinhos como num post que escrevi, doar pela internet para trabalhos sociais, comprar artesanatos feitos por comunidades carentes e até arrumar um namorado!!! Uhuuuu!!!!! São mesmo muitas possibilidades…

Apesar de todo esse avanço, é difícil substituir um cafuné bem feito, um abraço, um olho no olho. Por isso que, mesmo com esse universo sem fronteiras, é muito bom ter amigos e pessoas queridas ao redor. Afinal, são eles que lembram de deixar um post num blog bem mal visitado como o meu hihihihi. Miau!

cat_pq.jpg

  

 

No azul do mar janeiro 16, 2008

Filed under: Diversão — Priscila Valdes @ 4:33 pm
Tags: , , , ,

Você já teve vontade de ser uma sereia? Eu já. A vida de gato não é fácil. Tem que ficar ronronando e todo mundo quer te amassar o tempo todo. Vida de gente também não é fácil. Mas acho que é divertida. Ontem teve paredão no BBB8. Lógico que eu assisto. Eu e todas as minhas donas.

Abriram o sofá verde, preparam lentilha, quibe, arroz…. hummmm Delícia. Pena que para mim só ficou aquela ração com gosto de tijolo que ainda têm a cara de pau de chamar de Delícias do Mar. Mas voltando ao BBB…

Quem ficou foi a Gy, que dizem que é a nova Grazi. Coitada, ela nem entrou e já é a nova-alguém-que-deu-certo-porque-é-meiga-e-delicada. Difícil mesmo ser gente. Ainda mais meiga e delicada. Sai de mim.  Mas eu confesso. Queria ser sereia. O mar era tão azul em Splash – uma sereia em minha vida

Para lidar com a minha angústia, descobri uma coisa SUPER legal. O Greenpeace, aquele bando de gente esquisita que gosta de se pendurar em coisas muito altas por causas muito nobres, agora inventou de acompanhar as baleias no oceano. Não é lindo?

Entra lá na página do Greenpeace (www.greenpeace.org/brasil/a-trilha-das-grandes-baleias ) e viaje com elas. Você vai poder acompanhar um grupo de 19 amigas da espécie jubarte, que seguem do Pacífico Sul à Antártida. Não dá pra ser sereia, mas dá para curtir ao lado dessas lindas meninas! Simbora

gatinhos_pq.jpg

 

Cozinhar e escrever janeiro 15, 2008

Filed under: Casa e comida,Gatos,Vida urbana — Priscila Valdes @ 5:14 pm
Tags: , ,

gato-cozinhando_pq.jpg

Hoje em dia está tudo super virtual! As pessoas se relacionam, namoram, casam, trabalham e até têm animais de estimação pela internet! Acho isso meio estranho, mas enfim… Não posso falar nada, afinal eu sou uma gata e tenho um blog…=D

Para incentivar outros gatos, cachorros, coelhos e pessoas que querem criar o seu blog, eu gostaria de dar uma sugestão de leitura. O livro se chama Julie e Julia. É a história de uma mulher à beira dos 30 anos que anda bem desanimada com a própria vida. Sabe, tipo a minha dona: solteira, com uma carreira bem maomenos e que fica procurando pêlo em ovo para dar emoção à vida. Querendo dar um up nessa sua rotina, ela acha um livro de receitas francesas e se mete a fazer experiências gastronômicas. O desafio é: preparar 534 receitas francesas em 365 dias.

Assim como eu uso este espaço para me expressar, ela relata o resultado das suas experiências num blog. Lá ela divide as conquistas, fracassos e opiniões mundo afora.

Então, meus amigos, a dica é a seguinte: Tá com problemas?

1. Vai para cozinha cozinhar!

2. Cria um blog e escreve, escreve bastante!

Cozinhar e escrever são ótimas terapias, e ainda alegram os que estão ao seu redor 😉

 

 

Sobre a ambição e a pressa janeiro 14, 2008

Filed under: Carinhos e cafuné — Priscila Valdes @ 2:55 pm
Tags: , ,

gatosombrinha_pq.jpg

Os gatos são seres preguiçosos. Ainda bem. Existe um ditado que diz: se a sorte está contra ti, pra que pressa? Se a sorte está do seu lado, pra que pressa? Hoje em dia estamos o tempo todo correndo contra o tempo, parecendo aqueles cachorros que correm atrás do próprio rabo… Ai… Pra que pressa? Pensando nisso, vou deixar aqui para vocês uma mensagem do Osho. Ele com certeza foi gato em alguma das suas encarnações… Hihihihi Miau!

“Sempre que as pessoas se tornam gananciosas, elas ficam bem apressadas, e tentam encontrar meios de ir mais rápido. Estão sempre correndo pois acreditam que a vida está se esgotando. São essas as pessoas que dizem, “tempo é dinheiro.” Tempo é dinheiro? Dinheiro é muito limitado; o tempo é ilimitado. Tempo não é dinheiro, tempo é a eternidade. Sempre foi e sempre será. E você sempre esteve aqui e sempre estará aqui.

Então abandone a ambição e não se incomode com o resultado. Às vezes acontece que, devido a sua impaciência, você perde muitas coisas.

Então siga a existência.Relaxe, e aproxime-se da existência em silêncio e paz, em meditação. E um dia você irá perceber que estará pleno – abundante, transbordante – de alegria, de êxtase, de bem-aventurança. Você estará tão pleno desses sentimentos que poderá distribuí-los para o mundo inteiro e ainda assim não se sentirá cansado. Nesse dia, pela primeira vez você não terá qualquer ambição – por dinheiro, por comida, ou por qualquer outra coisa.

Você viverá naturalmente, e encontrará tudo que você precisar.”

 

Um gatinho pra chamar de seu! janeiro 11, 2008

Filed under: Carinhos e cafuné,Casa e comida,Diversão,Gatos — Priscila Valdes @ 6:52 pm
Tags: , , , , ,

gatinho-fofinho_pq.jpg

Gente, vocês já imaginaram ter a casa cheia de lindas criaturas assim como eu pertinho de você???? Não é o máximo??!!!

Como sabem, nós felinos, somos ótimos companheiros. Além de super descolados, a gente também enfeita a sua casa com charme e elegância. Sim, meu bem, elegante!

Que tal ajudar os meus companheiros? A ONG Adote um Gatinho www.adoteumgatinho.org.br tem uma lista de vários amigos meus esperando um colinho quentinho e um abraço gostoso como o seu.Vai lá e depois me conte se nós não somos mesmo criaturas apaixonantes

Beijinhos betsinianos

 

A rua da amargura… janeiro 10, 2008

Gato não tem emprego, mas se tivesse, deveria ser algo pouco relacionado às relações humanas. Não que a gente não goste de um xamego, mas é que às vezes dá um bode danado continuar amiga, linda, elegante, inteligente e feliz. Sim, porque nós, gatas, somos tudo isso.

A Cri cri (minha dona) foi demitida hoje. Ela está meio chata, meio distante e agora está em frente ao computador se inscrevendo em todos os sites de emprego, blogs, comunidades do orkut, e também lendo as previsões para o ano do Rato.

Não sei porque ela se deprime. Desde quando a gente é aquilo o que a gente faz? Agora ela diz que está sem chão. Quando foi que as pessoas – que se dizem animais racionais – ficaram tão dependentes daquilo que fazem e não daquilo que são.

Sei lá, fico um pouco confusa. Ela disse que agora está na rua da amargura…Onde é isso? Será mesmo que ela NUNCA-MAIS vai arrumar outro trabalho? Será que agora vamos nós duas morar embaixo da ponte??? Duvido. Mas pela cara dela, vamos morar é no inferno. Ou no canil. Eu com mais trezentos cães esfomeados. Ui

Eu pergunto para vocês, meus amigos, somos aquilo o que a gente faz? Ou a gente faz aqui que nós somos? Ai…Ficou complexo

Bom… Vou tirar uma soneca. Todo esse papo cabeça me deu uma preguiça…

Conto depois para vocês como era a cor do inferno. Ou melhor, a rua da amargura. Agora, eu vou me embora dormir no sofá verde. Miau!

gatos_pq.jpg