Betsy e seus balões coloridos

Aventuras e histórinhas em São Paulo (e agora em Londres também!!)

Aiii, essa crise… fevereiro 26, 2009

Filed under: Vida urbana — Priscila Valdes @ 3:19 pm
Tags: , ,

Gatitos,

O Carnaval foi maravilhoso, perto da Ilha das Couves, um lugar paradisíaco. Ficamos entre amigos, ao som da Estefhany e o seu Cross Fox – Porque eu sou linda, absoluta, eu sou Estefhanyyyyyyyyy.
Mas dai eu voltei pra realidade, com a minha cabeça piriguitante no trabalho, o namorado curtindo em Ilhabela, cheia de contas pra pagar e todo mundo falando da crise.

2009 tá que tá!

Então, eu achei esse texto. É da Danuza Leão que é phina, mas também sente  os efeitos da crise. Seguem alguns trechos:
 

A crise, socorro
 

Alguém entende o que está se passando? Eu, não.
Na minha total ignorância sobre economia, sempre achei que, se alguém perde de um lado, alguém ganha de outro. Só que, pelo que tenho entendido, desta vez todo mundo está perdendo; é como se tivessem feito uma fogueira com quase todo o dinheiro que existia no mundo e tudo virado fumaça. Alguém deve ser o culpado, mas quem?
Outro dia vi numa vitrine uma sandália bem bonitinha, que nem cara era, e entrei para comprar. Mas lembrei da crise e fui para casa sem.
É bem verdade que não precisava dela, mas eu tinha (tenho ainda, só não sei por quanto tempo) condições de me dar este presente. Mas com a crise, nem sandália nem chocolate, nem nada que não seja essencial. Mas, pensei, se ninguém comprar, as lojas vão fechar e muita gente vai perder o emprego. Então, o que fazer? Os tempos mudaram mesmo. Lembrei de Chanel, que dizia que a única coisa indispensável na vida é o supérfluo.
Voltei para casa meio deprê, mas é mais fácil lidar com a depressão quando se conhece a sua origem -no caso, a crise-, do que quando não se entende o que está se passando. Mas a crise, para mim, não passa de uma palavra, e que me enche de medo. Se as pessoas pararem de comprar, não haverá razão para anúncios nos jornais e revistas, sem anúncios a imprensa vai acabar, e se acabar, todos os jornalistas ficarão sem emprego, começando por mim, claro. Ok, tenho um apartamento que posso vender e ir morar num conjugado, mas com a crise, quem vai ter dinheiro para comprar o meu? Eu, que sonhava em ter uma velhice tranqüila, vou morar debaixo da ponte, isso é mais do que evidente…

E a fusão dos bancos? Eu gostaria, só por curiosidade, de saber quem teve a idéia e telefonou para o outro dizendo “que tal uma fusão entre nossos bancos?” Teria o outro respondido: “que ótima idéia, vamos tomar um chope e conversar sobre isso”? Será que foi assim? E será que com a fusão vou ficar menos tempo na fila do banco? Ah, por que não sou prima, mesmo longe, de um Moreira Salles ou de um Setubal?

Voltando à crise: tudo começou nos Estados Unidos, com a história das hipotecas; seria o caso do dólar ir para o ralo, mas não: o dólar subiu no mundo todo. Dá para entender?

Pois é gata-Leão, eu também não entendo.  Só sei de uma coisa: o gato subiu no telhado…

 

Coisas fofas e belas fevereiro 1, 2008

Filed under: Carinhos e cafuné — Priscila Valdes @ 3:44 pm
Tags: , , , , ,

O sol que voltou na véspera do carnaval
A viagem tão esperada dos amigos queridos
A companhia daqueles que ficam para te fazer mais feliz
O beijo do gato
O ronronado preguiçoso da gata
O conforto do lar
O vinho e o sofá verde
A cerveja e o boteco
A Gisela Rao e o Xico Sá
A PJ Harvey e a Audrey Hepburn
O Nando Reis e a grande mãe cinza
Os colegas de trabalho, chefes, estagiários e tias do café.

Ótimo carnaval a todos!  Miau!

maneki-neko_pq.jpg

 

O que você vai fazer no…? janeiro 28, 2008

Filed under: Diversão — Priscila Valdes @ 6:21 pm
Tags: , , ,

Todo o ano é a mesma história. O ano só começa depois do carnaval. Então de dezembro até março, você responde ao mantra: o que você vai fazer no… Natal? O que você vai fazer no … Ano novo? O que você vai fazer no… carnaval? No meu caso, dormir, ué… Eu não tenho muito com o que me preocupar já que não me restam muitas opções: banheiro para o quarto, área de serviço para o sofá verde, sala para a área de serviço. Isto é, uma volta limitada e sem grandes perspectivas. Mas eu não sou a única. hihihi
Vi uma das minhas donas se descabelar com isso.  Primeiro, porque ela não vai viajar.
E isso já deu um bode danado nela, poor girl. Segundo, porque as amigas vão. E isso já causou muita dor de cotovelo. Terceiro, porque as pessoas perguntam e ela não tem nenhum lugar glamoroso para falar que vai.  Tipo Salvador com as amigas solteiras, Santa Catarina com os amigos das amigas solteiras ou para um retiro espiritual cantando muitos mantras e tomando banho de cachoeira com os amigos hippies solteiros… 
Em solidariedade a minha dona, acho que concordo que essa história de “o que vai fazer no…” enche o saco. Ainda mais quando você NÃO-TEM-NADA-PARA-FAZER-NO… como o caso dela…
Fazendo drama? Que nada! Já criaram um roteiro completo para a movimentação em casa. Nos quatro dias. Piscina, pizza, cervejas, filmes, chocolate… Já eu, por exemplo, adorei! Não vou ficar sozinha como a minha amiga Miguelita, vejam só http://itodas.uol.com.br/portal/casa_e_comida/bichos/diario_da_miguelita/lista.itd.aspx?canal=770 . Esqueceram dela, tadinha.
Mas quero deixar aqui registrado: não importa onde vai passar o seu feriado nem o tempo que tiver livre, o importante é que seja com paz, alegria e pessoas queridas. O resto a gente tira de letra. É isso aí. Esse post tá bem com cara de segunda-feira… Cansei, vou para o sofá verde dormir… Miau!

rosa.jpg