Betsy e seus balões coloridos

Aventuras e histórinhas em São Paulo (e agora em Londres também!!)

jcnfggvrbnvgtrbhtiur!!!!!!!!!!!!!! outubro 25, 2010

Filed under: Londres — Priscila Valdes @ 8:33 pm

Decidir morar em outro país é moleza. No começo é tudo novidade, festa, diversão. Com o passar da euforia, você percebe que as coisas começam a entrar numa rotina, bem parecida com aquela que você deixou para trás, com um agravante: o idioma.

Eu nunca gostei de inglês, é fato. O que me fez vir morar em Londres. Eu também nunca gostei de escrever, o que me fez estudar jornalismo. É… Pessoa louca! Enfim…

Eu estudo esse idioma desde que eu me conheço por gente. Mas quando cheguei aqui eu não entendia, não entendiaaaaaa o que aquele atendente estava me perguntando: “Meal or Sandwich?” Eu só conseguia dizer please, yes, no… Passado esse estágio, do que você já sabe o que comer no McDonalds, vem a pergunta: “eat here or take away?”

Depois que você já consegue comprar seu lanche, colocar crédito no celular e Oyster, pagar a sua compra no Tesco e outras coisinhas do cotidiano, você arruma um emprego. Com esse inglês Tupiniquim vai ser algo como cleaner, waitress or leafleter. Tudo muito bonito para dizer faxineira, garçonete ou panfleteiro. E eu fui os dois últimos.

Garçonete aqui ganha bem. Então, quando você arruma um emprego, além de eufórica, você percebe que o seu inglês vai incorporando um novo repertório: basil, black pepper, rocket, olives e por ai vai…  A gente aqui chama isso de inglês funcional.

Dai fui trabalhar na área de Local Marketing de uma empresa. Esse foi apenas um nome bonito que eles arrumaram para panfletar.  O problema é que você não precisa abrir a boca para entregar panfletos. Então, meu inglês não evoluiu muito nesse tempo. O bom é que eu estava “vendendo” empréstimos com mais de 100% de juros, mas não compreendia muito bem o feedback do cliente. E me lembro que era um tom de voz hostil. Principalmente quando viam a taxa de juros. Falavam algumas coisas que eu não entendia e eu apenas dizia com um sorriso – “Ok, thank you.”

O que os ouvidos não entendem o coração não sente 😀

Agora estou trabalhando numa das lojas dessa empresa e estou incorporando novas palavras: instalment, arreas,  payslips, entre outras.

Hoje, por exemplo, o rapaz ficou meia hora para me explicar o que era bounced: que nessa área significa que o seu cheque não foi compensado, voltou e você se f** Eu entedi o processo, na verdade fiz aquela cara de coco verde porque estava tentando decorar a bendita da palavra. Infelizmente, tudo leva um pouco mais de tempo para memorizar.

Como sou novata, faço aquilo que ninguém quer fazer… Normal, é a lei da vida. O problema é que o que ninguém quer fazer é ligar para referências para confirmar nome, cep e essas coisas. Dai dá no que dá:

Eu – Hello, this is priscila. I am calling from blebleble to confirm if you know blablabla

Ele – Who?

Eu – If you know blablabla.

Ele – From where?

Eu – From blebleble.

Ele- Yes, I do.

Eu. Good, can you confirm your postcode?

Ele- Yes. Ésse iu five, joaihfnhcfoisnifocahiuth

Eu (Silêncio) –  Please, could you repeat?

Ele – ésse iu five, iuhfuashorivheneuivhdohcnoiu

Eu – Sorry, I didnt understand…

Ele – ÉSSE IUUU FIVEEEE, OIHFNEOICHTVRUEITVNRONRCSUCONHSDNUSI THVGNE!!!!!!!

Eu (Silêncio. Pânico. Dor de barriga. Vontade de chorar.) – Ok, perfect. Thank you, have a nice day.

Resultado: não entendi nada, bolhufas. Não confirmei nada e ainda tive que pedir peloamordedeus para alguém ligar de novo porque eu não queria que ele reconhecesse a minha voz. Muita humilhação. 😛

Enfim. É isso. Assim que eu me sinto todos os dias no trabalho. fouehcouwnhguhsnguhceou!!!!! #prontofalei 😀

Anúncios
 

O domingo tá assim… outubro 17, 2010

Filed under: Carinhos e cafuné,Diversão — Priscila Valdes @ 9:50 pm
 

Aconteceu outubro 11, 2010

Filed under: Carinhos e cafuné — Priscila Valdes @ 7:16 pm

Foi um sonho escuro. Estava na casa da minha vó, um ambiente que sempre me causou calafrios…

Textinho novo nos 7Cronistas Crônicos, vai lá!

 

Respeite suas estações outubro 4, 2010

Filed under: Carinhos e cafuné — Priscila Valdes @ 8:56 am

Um textinho novo nos 7Cronistas Crônicos, vai lá, vai!